Torneio de Altinha agita Barra de São João no próximo domingo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

Abrindo a programação esportiva do Projeto Verão 2022, a Secretaria de Esporte e Lazer de Casimiro de Abreu promove neste final de semana o Torneio de Altinha, na Prainha, a partir das 9 horas, em Barra de São João.

O intuito do campeonato é a propagação da prática do esporte para que se torne ainda mais popular nas praias da região. A cena tem se tornado comum: rodinhas de amigos trocando passes sem deixar a bola cair tomaram conta das praias. Em outros lugares do Brasil, a prática também cresce, mas o nome varia: embaixadinhas, controle, salão…

A altinha é uma modalidade que exige um preparo físico em dia e um enorme leque de atributos. É um esporte que trabalha coordenação motora, mobilidade das articulações, reflexo e todos os músculos do corpo. Segundo especialistas, pode-se queimar até 500 calorias por hora.

A disputa deste domingo será realizada entre 16 quartetos inscritos, com a obrigatoriedade de ter a participação de uma mulher. As inscrições estarão abertas no local do evento com uma hora de antecedência do início da competição.

O secretário de Esporte, Cosme Batista, explicou a dinâmica da competição. “Cada quarteto terá um minuto de aquecimento e cinco minutos para apresentação. Há alguns quesitos que os jurados vão avaliar, como controle de bola, harmonia, agressividade. Basicamente, todos os critérios têm o mesmo peso, que vai de 0 a 10. O fato da bola cair no chão, por exemplo, não é um agravante de perda de ponto”, disse.

Após o término da competição, haverá a cerimônia de premiação.

História da Altinha

A altinha surgiu nas areias da Praia de Ipanema, virou febre no Rio de Janeiro, e ganhou o Brasil. A atividade adaptou os fundamentos do futevôlei para a prática em círculo, sem determinar número de jogadores, mantendo a bola sempre no alto – daí a origem do nome. O objetivo da altinha é, sem usar as mãos, não deixar a bola cair. E fazer isso da maneira mais bonita possível. Vale aproveitar os ombros, a cabeça e os pés, em rápidas bicicletas e voleios. Uma das características mais legais da altinha é que não há uma competição entre os jogadores e sim um espírito cooperativo.

Geralmente, a altinha é praticada à beira-mar e pode reunir gente de todas as idades, homens e mulheres. Afinal, nada melhor do que se exercitar e dar um mergulho no mar para refrescar. Como é preciso apenas uma bola de futebol (ou de futevôlei) e ao menos duas pessoas para começar a jogar, a roda pode ser realizada em outros lugares, como parques e até quadras.

 

 

 

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found