Setembro Amarelo: a importância de falar sobre prevenção de suicídio

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

 

Amor, religião, futebol, moda, sexo, inflação, política, eleições, novelas… Já reparou que um assunto é pouco discutido nas rodas de amigos, programas de TV ou lives do Youtube? Somente no Brasil, o suicídio mata mais de 30 pessoas por dia; 800 mil, todos os anos pelo mundo afora. Mas ainda existe uma enorme barreira para falar desse problema.

Por conta disso, o Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina e Associação Brasileira de Psiquiatria lançaram em 2015, a Campanha Setembro Amarelo, que comemora o “Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio”.

Em Casimiro de Abreu, ações promovidas pelo Núcleo Ampliado de Apoio à Saúde da Família e Atenção Básica (NASF) em parceria com o Núcleo de Educação em Saúde-  estão ocorrendo nos ESFs do Município. Com o setembro Amarelo, a ideia é promover eventos que abram espaço para debates sobre suicídio, além de divulgar o tema e alertar a população sobre a importância de sua discussão. O primeiro evento ocorreu no ESF Antonio Anésio Marchon (Bairro Industrial), na tarde da quinta-feira, dia 16.

“É muito importante falar do Setembro Amarelo. Essa campanha busca despertar o Poder Público e a Sociedade Civil sobre um tabu. A solidão decorrente da necessidade do distanciamento social, e as incertezas decorrentes da proliferação do coronavírus são fatores que agravam os problemas de saúde mental”, explica a psicóloga Jonamara Viana Magalhaes Neves.

Em Casimiro de Abreu, o Setembro Amarelo será debatido nos seguintes ESFS:

Jomar Tardelli – Peixe Dourado – (16/9) – Manhã

Oswaldo Ramos – Barra de São João – (22/9) – Manhã

Lecir Pacheco – Professor Souza – (23/9) – Manhã

Centro (23/9) – 14h

Palmital (29/9) – Manhã

Subunidade Córrego da Luz (Serra) (29/9) – Manhã

 

Caminhada  – No embalo dos festejos de aniversário do Município, na quinta, dia 16,  realizou-se em Barra de São João, caminhada pela Beira-Rio,  promovida pela Coordenação Municipal de Fisioterapia, por meio do Projeto “Fisioterapia em Movimento”. Um piquenique foi realizado e os participantes ouviram uma breve palestra do psicólogo Jorge Mello sobre a importância do Setembro Amarelo e o Suicídio.

A ação contou com a colaboração das coordenações de Atenção Básica e Saúde Mental e ainda com a participação da Secretaria de Meio Ambiente, representada pela subsecretária Simone Feitosa.

“Não adianta trabalhar o corpo se a mente não estiver boa”, explicou a fisioterapeuta Giseli Castro, acrescentando que todas as terças e quintas, 135 pacientes em média participam de ações do Projeto Fisioterapia em Movimento em Barra de São João , cuja responsabilidade está a cargo d0 fisioterapeuta Pedro Guimaraes.

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found