Sem preconceito, sem discriiminação. Saúde capacita servidores para melhor atender LGBTs

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

 

Saúde sem preconceito, e sem discriminação. Com esta ideia em foco, a Secretaria Municipal de Saúde de Casimiro de Abreu vem capacitando seus servidores para que o acesso de LGBTQI+ : lésbicas, gays, bissexuais, travestis, queers e transgêneros sejam humanizados na rede de saúde do Município.

“Estamos buscando conhecimento para que este público não se sinta excluído na busca por acesso à rede e em seu tratamento”, observou Tamires Rosa, servidora da Saúde Coletiva. 

Em Casimiro de Abreu não se sabe com exatidão o número desse público, mas é possível que gire em torno de 10% da população – se equiparando à média nacional, conforme a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABLGT). A prova disso é que a procura por atendimento médico tem crescido ultimamente. 

Na quarta-feira (11), um curso de capacitação para enfermeiros foi ministrado no Hospital Municipal Ângela Maria Simões Menezes, na Sede.   Durante todo o dia, os profissionais puderam compartilhar experiências de trabalho, tiveram noções sobre gênero, forma de tratamento e melhor orientação para este público, sob a orientação da graduanda em Enfermagem, Alexandra Menezes. 

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found