Programa Saúde na Escola leva cidadania a alunos da Escola Municipal Padre Paco, no Jardim Aparecida

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

Quando Saúde e Educação se integram o resultado é um só: SATISFACÃO. Este foi o sentimento que tomou conta de professores, coordenadores de saúde e cerca de 450 crianças, alunas da Escola Municipal Padre Francisco Peres Blasco (Padre Paco), no Jardim Aparecida,  na manhã e tarde  desta quarta-feira, dia 6. O motivo foi a apresentação do Programa Saúde na Escola (PSE), uma estratégia entre as secretarias municipais  de Saúde  (SMS) e Educação, visando o fortalecimento do desenvolvimento da cidadania para alunos da rede pública municipal, por meio de ações voltadas para a prevenção de doenças e suas consequências na vida futura dos alunos.

O PSE foi organizado pelo Núcleo de Educação e Saúde da SMS, com uma série de atividades  voltadas para  ações de saúde na escola e teve apoio de todas  as coordenadorias e programas da SMS

Durante todo o dia, as crianças receberam noção sobre hábitos alimentares,  prevenção ao tabagismo, ao álcool e também  a Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs); noção sobre saúde bucal, em que as crianças aprendiam por meio de brincadeiras o que é cárie e como escovar corretamente os dentes;  prevenção e noção de combate ao mosquito da dengue; noções sobre postura corporal, compatibilizando o uso adequado da mochila ao peso e altura das crianças,  e até mesmo verificação da caderneta de vacinação, quando as crianças eram a orientadas por meio de um bilhetinho a informar os pais sobre a falta de vacinação contra a covid-19.

“É de extrema importância para nossa escola, cuja comunidade está afastada do Centro da cidade, estas atividades. As ações do PSE facilitam  o entendimento sobre questões de saúde. Muitos pais tem dificuldade de entender que a Escola  também é um local para esclarecimentos”, explicou Geane Daudt, diretora da Padre Paco.

Com um sorriso do tamanho de sua alegria, a pequena Ester, de seis anos, era só alegria com o que seus olhinhos presenciaram durante toda a manhã. “Acho que tinham que fazer isso aqui, de novo”, finalizou.

 

 

 

 

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found