Praça Darcy Azeredo recebe Programa Skate nas Cidades até este domingo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

Capacete, cotoveleira e joelheira. A Praça Darcy Azeredo vestiu-se de skate e vem recebendo centenas de crianças para participar do Programa Federal Skate nas Cidades, coordenado pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em parceria com o Ministério das Cidades e com apoio da Secretaria Municipal de Esportes de Casimiro de Abreu.  O Projeto que já passou por Paty do Alfares e Miguel  Pereira fica em Casimiro de Abreu até este domingo, dia 10 .  O objetivo é inserir crianças de 5 a 17 anos nesta modalidade esportiva.

“É um esporte diferente, com grande poder de inclusão social e que tira a criançada de casa para a prática de exercícios. Quem sabe saia daqui um futuro campeão?”, declarou o prefeito Ramon Gidalte, que prestigiou o evento na manhã do sábado, dia 9.

As crianças que chegam à Praça primeiro se inscrevem em uma tenda montada pela UFF; depois passam por um circuito: em outra  tenda assistem à história da modalidade; depois aprendem a montar as pranchas, e somente depois de estarem equipadas de capacete, joelheira e cotoveleira vão à pista onde aprendem com um instrutor as primeiras manobras. Em seguida, recebem uma medalha de participação.

“Sempre acreditei no skate como ferramenta de transformação. Diferente de outras épocas, hoje o esporte não é visto como uma atividade para ‘vagabundos’ ou ‘malandros’. Esse estereótipo foi quebrado. É um esporte que agrega valores”, enfatizou  Edson Claro, instrutor formado pela  Federação Paulista e a serviço da UFF e também da Universidade Estadual do Rio de Janeiro( Uerj).

Segundo o Secretário de Esportes, Cosme Batista, Casimiro de Abreu vem ampliando e incentivando  a prática de modalidades esportivas no Município. “Não só para Casimiro e Barra mas também para os demais distritos”, destacou.

Com um tímido sorriso de criança, João Victor Starnecks,  12 anos, morador da Perimetral Leste, era só alegria ao fazer suas primeiras manobras e sonha um dia repetir o feito de Rayssa Leal (14), medalhista de prata nas Olimpíadas de Tóquio. “Gosto muito dela. É um incentivo pra mim”, disse. Assim como ele, centenas de pequenos casimirenses têm o mesmo sonho que pode ter sido plantado numa manhã na Praça Darcy Azeredo.

 

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found