Município passa a contar com o Grupo de ações operacionais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

A equipe é composta por 16 guardas civis municipais e já somam duas ocorrências positivas

A Secretaria de Segurança Pública de Casimiro de Abreu apresenta uma nova equipe de ações táticas no município, a Ronda Ostensiva Municipal, ROMU, que atuará em situações de flagrante, de forma emergencial. Lançada na última semana, a equipe já tem duas ocorrências que foram atendidas e resolvidas.

O grupo é composto por 16 guardas civis municipais que receberam treinamento técnico e operacional, capacitados para ações de pronto emprego e procedimentos de alta complexidade. Duas equipes sediadas em Casimiro de Abreu e Barra de São João atendem os demais distritos, 24 horas por dia.

De acordo com o comandante da Guarda Civil Municipal, Cleyton Quintanilha, os treinamentos da nova equipe serão constantes. “A equipe recebeu capacitação técnica de: revista pessoal, algemação, retenção de arma de fogo, embarque e desembarque de viaturas, patrulhamento urbano, entre outros”, disse o comandante.

Duas ações criminosas foram denunciadas pela central 153 e tiveram uma resposta rápida da equipe da ROMU de Casimiro de Abreu. Uma delas foi um furto numa loja de semijóias no Centro da Cidade, na terça-feira, dia 6, na qual o bandido foi apreendido e o material recuperado.

E na madrugada de quinta-feira, dia 8, uma residência em Professor Souza estava sendo assaltada e os agentes impediram que o assalto fosse concluído. Em ambas as situações os bandidos foram encaminhados à 121ª Delegacia de Polícia.

A Guarda Civil Municipal integra o Sistema Único de Segurança Pública, conforme estabelece a Lei Federal nº 13.675/18, que trata da Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social.

E a Lei federal 13.022/14, que dispõe sobre o Estatuto das Guarda Municipais, apresenta um leque nas competências das guardas nos municípios. Além de “zelar pelos bens, equipamentos e prédios públicos”, também compete à Guarda Municipal “encaminhar ao delegado de polícia, diante de flagrante delito, o autor da infração, preservando o local do crime, quando possível e sempre que necessário”, conforme artigo 5º da lei, que apresenta outras competências, entre elas a preservação da vida.

“Estamos capacitando cada vez mais nossos agentes. A criação da ROMU vem atender às necessidades emergenciais de flagrante delito, na qual estamos aptos e respaldados para agir. Nosso objetivo é contribuir, junto com as demais forças de segurança pública, para elevar ainda mais o grau de segurança da população”, explicou o secretário de Segurança Pública, Wellington Lima.

As denúncias devem ser comunicadas pela central 153, que recebe também ligações de telefones celulares, gratuitamente.

Galeria de Fotos

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found