Censo populacional de Cães e Gatos está sendo realizado no município

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

Os gatos e cachorros do município estão recebendo uma atenção especial! Durante o mês de julho e agosto, a Secretaria de Saúde, por meio da Coordenação de Vigilância em Saúde Ambiental, está realizando o censo populacional dos animais domésticos, com o objetivo de levantar a população real ou a mais próxima do real.

Os moradores vão receber a visita do Agente de Combate à Endemias que, além do trabalho de rotina, apresenta um formulário e colhe informações sobre os animais, tais como quantos animais têm, se estão vacinados e castrados, etc. A ação faz parte do Programa Municipal de Educação em Saúde, Guarda Responsável e Controle Populacional de Cães e Gatos.

A população de animais está crescendo consideravelmente a cada ano, principalmente os animais que ficam nas ruas, podendo gerar um problema de saúde pública, trazendo consequências negativas para todos. Os cachorros derrubam os latões de lixos e há registros do aumento do número de zoonoses transmitidas dos animais para o homem. Estes animais de rua são chamados de errantes e as informações serão passadas pelos inúmeros cuidadores espalhados pelo município.

Muitos dos animais que estão nas ruas não são de rua, eles têm casas onde se alimentam mas não ficam restritos ao imóvel. Estes animais são chamados de semidomiciliados.

Para o supervisor técnico da Coordenação, Eduardo Branco, o controle populacional vai muito além da castração.

“A castração é apenas uma ferramenta para se alcançar o controle populacional de cães e gatos. Antes vem a conscientização da população sobre os cuidados com seu animal, para reduzir os maus tratos e o abandono. Quem tem animal tem que assumir a responsabilidade de cuidar bem, mantendo-o em segurança, restrito à sua residência”, destacou Eduardo.

Outro ponto importante levantado pelo supervisor é o controle sanitário. “Muitas pessoas têm uma grande quantidade de animais e não conseguem cuidar da forma correta, aplicando vacinas, mantendo-os vermifugados, entre outros cuidados essenciais que um animal precisa ter. O controle sanitário também está previsto no Programa”, finalizou Eduardo Branco.

Quem quiser saber mais informações é só ligar para a Secretaria de Saúde, no telefone 2778-1248, ramais 234 e 239.

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found