Casimiro tem Dia D de Combate à Hepatite

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

Uma doença silenciosa, perigosa e mortal. Assim é a hepatite viral, despercebida para milhões de pessoas até que os sintomas apareçam. Devido à sua gravidade, a Secretaria Municipal de Saúde promoveu durante toda a quarta-feira, dia 28, o “Dia Específico da Conscientização sobre a Hepatite”.

O evento foi realizado nas praças As Primaveras, em Barra de São João, Feliciano Sodré, na Sede e Unidades Básicas de Saúde, por todo o Município.

Nesses locais, equipes o Núcleo de Educação em Saúde, coordenadas por Susie Gouvêa, distribuíram folhetos com informações sobre a doença, modo de transmissão – sobretudo pela via sexual – e formas de prevenção, etc.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. As hepatites B e C podem, caso não sejam tratadas, evoluir para cirrose hepática ou câncer de fígado.

Coordenadora do Programa de Infecções Sexualmente Transmissíveis e Hepatites Virais (IST/AIDS), a enfermeira Ana Lívia Oximenes Dias observa que as hepatites virais são doenças crônicas, mas se tratadas, não impedem de a pessoa levar uma vida normal. “Por isso, o diagnóstico rápido é fundamental”, explica, acrescentando que pelo menos um exame seja feito por ano.

A testagem rápida consiste na coleta de uma gotícula de sangue de um dos dedos da mão. O resultado sai no tempo médico de 15 minutos.

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found