CAPS discute em conferência saúde mental como direito de todos 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

Saúde mental é um direito universal, uma conquista de trabalhadores, familiares e de toda a sociedade. Com esta proposta, o Centro de Atenção Psicossocial de Casimiro de Abreu (CAPS) reuniu profissionais da área de saúde e psicologia para discutir a Conferência Livre de Saúde Mental Etapa Livre Municipal . O evento, ocorrido no CAPS Rochilaine Vilela da Silva, na Sede do Município, na manhã desta terça-feira, dia 21, serviu de fase para a V Conferência Nacional de Saúde a se realizar em 2022.

O tema da Conferência abordou a “A política de Saúde Mental como Direito: Pela Defesa do Cuidado em Liberdade Rumo a Avanços e Garantias do Serviço de Atenção Psicossocial no SUS. A Conferência foi aberta pelo coordenador de Saúde Mental, Tiago Pimentel. Em seguida falou o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Gerson Vieira. Escolhido como palestrante, o coordenador do CAPS Rochilaine Vilela, Diego Flores, traçou um panorama sobre saúde mental através dos tempos, destacando a substituição do modelo de exclusão, representado pelos manicômios, por um sistema mais inclusivo,  até os dias atuais.

 

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found