Serviços de tomografia e ultrassom deverão estar disponíveis em até 60 dias no Hospital Municipal

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on email
Share on linkedin
Share on print

  

 

Iniciada há 13 dias, as obras da sala do tomógrafo, no Hospital Municipal Ângela Maria Simões Meneses, em Casimiro de Abreu, seguem em ritmo acelerado.

A expectativa é que os 60 m2 referentes a este aparelho  sejam concluídos em 30 dias.  O trabalho está sendo  executado de segunda a sábado, das 9h às 17h.

Além do tomógrafo, que funcionará 24h por dia, Casimiro também disporá de Ultrassom (24 horas); Ecocardiograma – essencial para a prevenção de doenças cardiorrespiratórias -, Dopler de Carótida – espécie de ultrassom que mede entupimento de veias; Holter – para saber se o paciente é hipertenso, Colonoscopia, que permite ao médico olhar diretamente o intestino grosso e Ecocardiograma.  

A previsão é que novas salas, que estão sendo adaptadas para esses aparelhos também estejam prontas também em 30 dias. “Nossa expectativa é que ainda neste semestre, talvez em 60 dias, todos esses serviços estejam funcionando em Casimiro”, disse a diretora administrativa, Ana Karenina. 

Devido à falta desses serviços, a Secretaria de Saúde é obrigada a enviar pacientes para outros municípios. A alta demanda, combinada com a dificuldade de agendamentos causa insatisfação dos usuários do sistema.   

 

“A vinda desses exames dará mais dignidade para os pacientes. Serão horas e horas a menos dentro de carros indo daqui para outros Municípios. Além disso, muitas doenças poderão ser prevenidas com os serviços de tomógrafo e ultrassonografia 24h”, concluiu o secretário de Saúde, João Paulo Goulart.  

 

Pesquisar

Categorias

Notícias por Mês

Escolha o mês

Publicidade

No data was found