Resgate

resgate

Emergência

0800 021 5750

Hospital Mun. Ângela Maria Simões Menezes

(22) 2778-3890


Em que situações chamamos o RESGATE, e quando deve ser acionado:

  • Acidente de automóveis
  • Trabalho de parto
  • Vítimas de agressões, como pessoas baleadas, esfaqueadas ou espancadas.
  • Casos clínicos, entre os quais, pessoas com convulsões e sintomas de enfarte e derrame.
  • Intoxicação ou queimaduras
  • Pacientes portadores de transtornos mentais que estejam em crise

O RESGATE NÃO deve ser acionado nas seguintes situações:

  • Vítimas de embriaguez
  • Pessoas que necessitem de transporte para consultas, exames, fisioterapia, hemodiálise
    e outros atendimentos que não sejam emergenciais.
  • Para fazer reclamações, dar sugestão ou fazer denúncia.
  • Para passar trotes, informações falsas ou para conversar.
  • Pedir informações sobre outros serviços, instituições ou empresas.

Informações necessárias para o acionamento do RESGATE:

Ao chamar o RESGATE, o atendente em geral irá fazer algumas perguntas. Responda com calma e pausadamente:

  1. Diga o seu nome e o número de telefone de onde está ligando, isso evitará trotes e permitirá que o atendente chame de volta caso precise de algumas informações adicionais;
  2. Diga o local onde está a vítima, indicando pontos de referências que ajudem a encontrar o local;
  3. Diga o que aconteceu e qual a natureza da emergência;
  4. Diga o número de vítimas e procure descrever qualquer condição especial necessária;
  5. Diga em que estado se encontra a vítima e qualquer providência que já tenha sido tomada ( se a vítima está consciente , se há sangramento, se está presa no interior do veículo… )
  6. Somente desligue o telefone quando o atendente autorizar