Secretaria de Saúde lança projeto e reforça importância da amamentação

A manhã de sexta-feira, dia 2, foi bem proveitosa para as gestantes e puérperas no ESF José Carlos Pinto, no bairro Vila Campo Alegre, em Barra de São João. Elas se reuniram com os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde para um bate papo bem legal sobre a importância do aleitamento materno, tanto para o bebê quanto para as mamães.

A ação marcou o início do projeto Amamentação, desenvolvido pelo nutricionista da Policlínica, equipe da Estratégia Saúde da Família e do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf). Durante todo o mês de agosto, sempre às sextas-feiras, das 8h às 9h, os profissionais da unidade vão orientar sobre o manejo do aleitamento materno e introdução alimentar, além de esclarecer dúvidas sobre alimentação infantil, direitos da mulher na gravidez, entre outros assuntos.

O nutricionista Alexandre Guimarães ressaltou que o aleitamento materno tem que ser discutido durante o pré-natal, e não somente após o nascimento do bebê. Afinal, o leite da mãe é o melhor alimento para garantir os nutrientes necessários aos recém-nascidos até os seis meses de idade. Rico em proteínas, vitaminas, anticorpos, gorduras e água, ele é essencial para o bom desenvolvimento da criança, além de favorecer o vínculo afetivo entre mãe e filho. “Essa orientação é importante ainda durante a gravidez para evitar futuros problemas na hora da primeira amamentação”, ressaltou.

A enfermeira Thaís Mesquita foi convidada para falar sobre sua experiência como profissional e mãe. Ela falou sobre a dificuldade que enfrentou com seu primeiro filho logo após o nascimento para que ela conseguisse realizar seu desejo de amamentá-lo exclusivamente com leite materno até os seis meses. Ela também falou sobre a importância do apoio da família, especialmente dos futuros papais. “A mãe vai dar todo o amor e atenção para o bebê. Mas ela também precisa de carinho e dos cuidados da família”, falou.

O projeto Amamentação funciona como uma Rede de Apoio ao Aleitamento Materno. Uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas, assistentes sociais, enfermeiras, médicos e agentes comunitários vão realizar o acompanhamento da gestante durante o pré-natal e das púerperas.

De acordo com a coordenadora do projeto Eliana Silva, o projeto inciou no ESF José Carlos Pinto, mas se estenderá a todo o município, tendo esta unidade como referência para o aleitamento materno em Barra de São João, e outra ESF de referência na sede do município. “Mesmo após esses quatro encontros, os profissionais que atuam no local vão manter essa rede de apoio às gestantes e puérperas”, ressaltou Eliana.

Entre os objetivos do projeto, podemos destacar o reforço dos benefícios do aleitamento materno para saúde da puérpera e do lactente; a promoção do aleitamento materno e da alimentação complementar saudável para crianças até 2 anos de idade colaborando para a prevenção da mortalidade e obesidade infantil, bem como de doenças crônicas, como a diabetes e hipertensão arterial no futuro; apoio e incentivo a diminuição da introdução de fórmulas infantis ou outros alimentos inadequados, respeitando a Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos Infantis; além da formação de palestras de divulgação da promoção, apoio e incentivo ao aleitamento materno e alimentação complementar.