Secretaria de Saúde reforça ações de combate ao aedes com grupo de articulação para coordenação e controle das arboviroses

As ações de combate ao mosquito aedes, transmissor da dengue, zika, chicungunya e febre amarela, seguem continuamente e ganham reforço por todo o município de Casimiro de Abreu durante o verão. Na última semana, o Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde realizou uma reunião com o grupo de articulação representado por diferentes secretarias do governo municipal, a Sala de Situação Municipal de Coordenação e Controle das Arboviroses, com a proposta de discutir medidas mais efetivas no combate envolvendo toda a gestão municipal.

 

Nas ruas, agentes de combate à endemias visitam de bicicletas pontos estratégicos e residências orientando a população sobre prevenção, aplicando larvicidas.

Dados epidemiológicos mostram que a expectativa para o Estado do Rio de Janeiro nos próximos meses é de aumento no número de casos de chicungunya. Neste ano de 2019, nenhum caso da doença foi confirmado no município de Casimiro de Abreu.

“Nossa preocupação é o com o período de chuvas que se inicia neste mês, quando os ovos depositados pelas fêmeas eclodem em contato com a água parada, dando origem às larvas. Por isso, é importante que as pessoas mantenham os pratinhos das plantas bem limpos e encham de areia, e eliminem qualquer recipiente que possa acumular água no quintal e dentro de casa”, alertou o chefe do Departamento de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Casimiro de Abreu, Pábullo Marinho.