Trabalho com moradores de rua avança em Casimiro de Abreu
Moradores de rua se emancipam e retornam para suas famílias

O trabalho social desenvolvido com pessoas em situação de rua em Casimiro de Abreu vem somando resultados positivos. Desde o mês de agosto, a Secretaria de Assistência Social, em parceria com outras Secretarias e a sociedade civil organizada, deu início a uma nova proposta de trabalho voltada para esse público. Mensalmente, uma Equipe Multidisciplinar de Abordagem Social se reúne para traçar ações estratégicas junto aos moradores de rua.

“É um trabalho árduo e sutil, mas vale muito a pena. Recentemente, conseguimos retornar um morador para sua família, no município de São Gonçalo, que estava sem fazer contato com seus familiares há mais de dois anos. A família já não tinha esperança de reencontrá-lo com vida. É muito gratificante ver a dignidade ressurgir nessas pessoas”, ressaltou a assistente social da Equipe de Abordagem, Karen Louzada Pinto.

Assim como o caso do morador de São Gonçalo, outros resultados positivos já foram alcançados pela equipe. No entanto, a maioria precisa permanecer sob sigilo para a segurança de todos os evolvidos.

A equipe multidisciplinar  de trabalho é composta por assistentes sociais, enfermeiro, guarda municipal e voluntários. O principal objetivo é transformar as ações que já são desenvolvidas pelo poder público, em caráter continuado, contribuindo para restaurar e preservar a integridade, autonomia e, principalmente, a inserção familiar, respeitando sempre as escolhas e especificidades de cada indivíduo.

As parcerias com a sociedade civil são fundamentais para o sucesso no trabalho desenvolvido. “Com as festividades de fim de ano se aproximando, muitas pessoas costumam fazer doações para a população de rua, o que é muito bem vindo para eles. A quem desejar fazê-lo, orientamos que sejam doações de comida, roupas e calçados e que evitem doar bebida e dinheiro”, acrescentou Karen Louzada.

Quem desejar ajudar de alguma forma pode entrar em contato com a assistente social Karen Louzada ou com a auxiliar administrativa Jucimara Monteiro, no Creas, na sede no município, na Rua Armindo Júlio Mozer s/nº, bairro Mataruna. O serviço especializado funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, os telefone são  (22) 2778-5143 / 2778-4642.

A próxima reunião de trabalho será no dia 30 de dezembro, às 9 horas, no Centro de Referência Especializado de Assistência Social, Creas. Você é nosso convidado!

 

Atuação do CREAS –  O Centro de Referência Especializado de Assistência Social está aberto para acolher moradores em situação de risco pessoal ou social com violação de seus direitos, como moradores que estão em situação de rua. A equipe do CREAS é composta de assistente social, psicólogo e profissionais de outras áreas com a missão de apoiar e acolher pessoas vítimas de violência, maus tratos, abuso e exploração sexual,  negligência, trabalho infantil, pessoas afastadas do convívio familiar. E ainda adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, pessoas que sofrem abandono ou discriminação, idosos e crianças que necessitam de abrigo ou casa de acolhimento temporário, entre outras questões.

A atuação da equipe do CREAS consiste em buscar, acolher e oferecer todos os serviços da rede pública, importantes para atender as necessidades de cada uma delas.