Campanha contra a febre aftosa segue até dia 31 de maio
Produtor que perder o prazo pode até ser multado Núcleo Estadual de Defesa Sanitária

Os produtores rurais de Casimiro de Abreu têm até o dia 31 de maio para agendar na Secretaria de Agricultura e Pesca, a vacinação do rebanho contra a febre aftosa. Este período de vacinação é estipulado pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Aproveitando a oportunidade o gado está sendo imunizado também contra a raiva e a brucelose.

Desde o início da campanha, no dia 02 de maio, duas equipes com médico-veterinários e técnicos em agropecuária percorrem o município aplicando a vacina. De acordo com o médico-veterinário Mauro Banho Júnior, é importantíssimo que os produtores não percam o prazo da vacinação para não terem prejuízos com o rebanho.

“Caso o animal seja infectado por alguma dessas três doenças, aftosa, raiva ou brucelose, ele terá que ser sacrificado. O produtor pode perder todo seu rebanho. Além de ficar impedido de comercializar os animais, pois não poderá tirar a Guia de Trânsito Animal, (GTA) e seus derivados”, alertou o veterinário.

Há mais de 18 anos não há notificações de febre aftosa no estado do Rio de Janeiro e, mesmo não sendo uma zoonose, doença que passa do animal para o ser humano, é necessário manter os cuidados para que a doença permaneça erradicada no estado.

Já a brucelose e a raiva são doenças que podem ser transmitidas para o ser humano e sua incidência é mais comum, razão pela qual não se pode descuidar do rebanho. A vacinação é gratuita para todos os pequenos produtores.

A Imunização deve ser agenda na Secretaria de Agricultura e Pesca, no Sítio Agrícola, localizado na Estada Zac-Zuc Tahãn, s/n Vargem Grande, em Casimiro de Abreu. O telefone é 2778-1414.